Tag: dança do ventre

Bailarina e Terapeuta

O Fogo Anda Comigo

Atravessando os agoras Dançando as novas auroras O fogo anda comigo… (Nação Zumbi)

Masculino e Feminino . Forças internas

Quando o assunto é Tantra, as palavras masculino e feminino estão sempre por perto, mas isso não pode ser associado exclusivamente ao gênero. Quando falamos do feminino estamos nos referindo a energia feminina e não necessariamente a uma mulher. E quando falamos do masculino estamos nos referindo a energia masculina e não ao homem. São…
Leia mais

O útero e o coração, por Poderes do Feminino

“Quando as mulheres se excitam sexualmente, o útero começa a pulsar. Impulsionado pela emoção erótica, contrai e expande, como o corpo de um sapo ao respirar. Justamente os Taironas, Indígenas da Colômbia, representam o útero como um sapo. Na antiguidade, foi o útero e não o coração o símbolo do amor e da vida. E…
Leia mais

A Experimentação da Nossa Coragem e Intensidade

Talvez a falta de coragem seja a nossa intensidade sendo reprimida desde a infância. Experimentei muito da minha intensidade nas meditações e na dança. Foi fundamental para a percepção do meu ser. Posso afirmar que dançar e meditar me dá um corpo que move conteúdos e me dá coragem. Aysha Almeé   Foto tirada no…
Leia mais

Curso de Dança . Ghawazee Soumboti (Cigana Árabe)

  Dança Soumboti – Estilo Cigano da Dança do Ventre Ei seres dançantes, Venho compartilhar com vocês uma alegria: Curso Online de Dança Ghawazee Soumboti. Assista ao vídeo para saber mais sobre esse estilo de dança do ventre antiga. 100% online em aulas gravadas, você assiste quando quiser. -História -Técnica -Snujs -Apresentações e Releituras -Reconstrução…
Leia mais

Aulas Online . Nossos Encontros na Pandemia

E foi assim a nossa aula aberta de ontém: 69 inscritas. E se a criação me fez um ser dançante, eis-me ocupando meu lugar de alegria e de fé. Obrigada a todes pela alegria. Aysha Almeé  

Dança Baladi . A Dança da Mulher Egípcia

Estudando baladi awady… A dança da mulher egípcia, sem pressa, o “não fazer” significa sustentar a respiração, ter uma presença absolutamente íntegra. Uma aposta na presença e nas sensações, e não no passo ou na técnica. Quebrar o relógio, abrir uma fenda no Tempo… E é na fenda do Tempo que os milagres acontecem…  …
Leia mais

Dança e Arte . Jalal Ud-Din Rumi

” Essa minha fé é quase uma doença Eu irei oferecer meu coração para aquele que está doente da mesma doença. Os doentes podem beber a mim como se eu fosse um elixir. Recite este poema em seu peito. Não se preocupe como ele soa passando por sua boca.” – Jalal Ud-Din Rumi