O Gozo Feminino, por Aysha Almeé

Bailarina e Terapeuta

O Gozo Feminino, por Aysha Almeé

“O gozo tem a ver com sexo e também não tem. E tem a ver com o corpo, mas não é só isso. Ele tem a ver com estar naquele lugar tão enigmático que é de dor e prazer. Então quem sou eu, onde e como eu gozo?”
(Maria Homem)
.
O gozo e o orgasmo são coisas diferentes, mas podem caminhar juntos.
E o mais interessante de se trabalhar a energia orgástica é que o corpo entra num estado de entrega, sem resistências, abrindo-se a uma condição de receptividade e vulnerabilidade.
E a vulnerabilidade é o lugar de maior contato consigo mesma e com os/as parceiros/as.
.
Ser vulnerável é um caminho amoroso, genuíno e orgástico.
.
Aysha Almeé
.
Saiba mais sobre meditação ativa e massagem tântrica. Envie-nos em WhatsApp (11) 9.9889.9869.
Atendimentos individuais e para casais.
.
Foto @celsofilho.foto