Masculino e Feminino . Forças internas

Bailarina e Terapeuta

Masculino e Feminino . Forças internas

Quando o assunto é Tantra, as palavras masculino e feminino estão sempre por perto, mas isso não pode ser associado exclusivamente ao gênero.

Quando falamos do feminino estamos nos referindo a energia feminina e não necessariamente a uma mulher.

E quando falamos do masculino estamos nos referindo a energia masculina e não ao homem.

São princípios que compõe a todos nós, independente de gênero, de orientação sexual e do seu desejo no momento presente.

São polaridades de uma mesma energia vital. Podemos navegar com tranquilidade por estas polaridades, e isso é sinônimo de saúde e vitalidade.

Entendemos por princípio da energia masculina, a consciência, a estabilidade, a constância, a permanência, as ações na direção de metas, a consciência da experiência.

Na outra polaridade, que chamamos de energia feminina, temos a experiência em si, o movimento, o caos criativo, o tesão, a beleza, o brilho, o envolvimento, a impermanência, a experiência da liberdade, a expressão, o caminho e não o destino.

Uma polaridade não existe sem a outra, não se extinguem e são sempre complementares.

Se no seu momento presente, na sua alma existe um anseio de sentir o amor, a beleza, o prazer, a vontade de se envolver profundamente com a vida, de ser preenchida pelas sensações, mas você leva uma vida cheia de compromissos, precisa sempre lidar com limites, ordem e estabilidade, provavelmente, em algum momento, se sentirá cansada e exausta.

Do outro lado, se sua alma está mais direcionada a busca pela consciência, pela paz, pelo desenvolvimento, pelo desapego, e você vive uma rotina muito instável, imprevisível e muitas coisas a se fazer ao mesmo tempo, você irá sentir-se terrivelmente cansado e exausto.

Sua alma quer dançar mais e se entregar ao fluxo de infinitas possibilidades da vida? Ou ela quer meditar mais, descansar sua consciência na ausência de pensamentos?

Qual destas polaridades e práticas falam mais diretamente a sua alma hoje? Consegue perceber?

Trechos do texto de Thiago e Pema
Texto integral em @intimidadeconsciente

Foto Gabriel Weng 
Bailarinos Lukas Oliver e Aysha Almeé